segunda-feira, 7 de maio de 2012

Não sei se Voltas




Não sei se voltas, mas como
gostaria que voltasses.


Passastes por minha vida como um cometa,
destes cheios de brilho,
que enchem-nos o olhar de beleza, mágica e
poesia.

Não sei se voltas,
mas como disso eu gostaria
,
e enquanto não voltas,
visito o lugar onde te encontrei
como quem vem
olhar o céu,
mirando ao longe,
na esperança de ver o brilho do cometa outra vez...
(Augusto Branco)

Nenhum comentário:

Postar um comentário