terça-feira, 5 de junho de 2012

Seria tão Diferente!




Seria tão Diferente




Seria tão diferente...
se os sonhos que a gente gosta
não terminassem tão de repente.
Seria tão diferente...
se os bons momentos da vida
durassem eternamente.
Seria tão diferente..
se a gente que a gente gosta
gostasse um pouco da gente.
Seria tão diferente...
se quando a gente chorasse,
fosse só de contente.
Seria tão diferente...
se a gente que a gente ama
sentisse o que a gente sente.

Mas, é tudo tão diferente!
Os sonhos que a gente gosta
terminam tão de repente!
A gente que a gente gosta
nem sempre gosta da gente!
E das vezes que a gente chora,
poucas vezes são de contente!
E a gente que a gente ama
não sente o mesmo que a gente!
Mas... poderia ser tão diferente!

(Douglas Uesato / Carlos Gomes)

3 comentários:

  1. Eu gostaria muito...
    Infelizmente as melhores lições para o nosso espírito são vivenciadas na diversidade.
    Beijo, querida.
    Em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  2. Eu gostaria muito...
    Infelizmente as melhores lições para o nosso espírito são vivenciadas na diversidade.
    Beijo, querida.
    Em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  3. Rosélia, que embalo gostoso sentimos ao ler essa poesia! E fala de tantas verdades! eu por exemplo só queria chorar de contentamento e por aí vai. Se fosse tudo certinho e bom... monotonia, não aprenderíamos, não cresceríamos nenhum tiquinho! Beijão!

    ResponderExcluir