segunda-feira, 2 de julho de 2012

Descrever-te







Descrever-te




O teu sorriso não sei descrever
É tão bonito e sincero
Que sempre me dá forças
Para o dia a dia viver

Dos teus olhos nem quero falar
É que parecem duas estrelas
Que sempre brilham
Para o mundo embelezar

As tuas mãos são suaves
Nelas procuro agarrar
Para me sentir mais tua
E nunca as largar

Olho para ti e vejo amor
Vejo uma pessoa especial
Que me dá carinho
E não me quer nem faz mal


Teu abraço aconchegante e quente
Parece uma almofada de algodão
E é nesses teus abraços
Que sei o quanto feliz e protegida estou
( Ana Tojal ) 

Um comentário: