quinta-feira, 14 de novembro de 2013

O Objeto Amado



Aquele que anseia por Deus com todo o coração, certamente, já tem Aquele a quem ama.
(S.Gregório)

Estou diante doutra missiva. Deparei com esta revelação: "Comecei, pela primeira vez a amar..." agora tenho um ponto fixo: você, José. Meu amor, (necessito chamá-lo assim)."
Como foi e é doce essa frase.
Também senti, naquela época, necessidade de tratá-la desse modo tão sublime.
Apenas retardei.
"Estou satisfeitíssima e esperançosa que chegue o final de Maio (meu mês predileto) para recebê-lo, se for da vontade de Deus, aqui em meu lar."
Podemos aquilatar muito bem que só a vontade de Deus poderia ter consentido em chegarmos até onde estamos. 
Dentro de dias seremos casadinhos, pela Vontade de Quem, até agora, tem permitido.
Reina grande alegria neste seu noivo. 
Há muito de importante em todas as suas cartinhas, querida.
Por exemplo: "Cheguei a concluir que não é possível a um homem desejoso de iludir alguém, usar o seu método.
Existem outros próprios."
Fiquei consolado nessa ocasião.
Temos um passado aprovado pelas nossas lutas interiores.
A esta altura, já estou sentindo a influência do padre Luís em nosso amor.
"Felicidade não se compra."
Uma das maiores verdades.

(Continua)...


Nenhum comentário:

Postar um comentário