segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Pessoas Especiais


Sim, meu amor, isso é muito bom!
Hoje reconheço a igualdade de nosso amor. Espero encontrar a  natureza à minha disposição, como diz você numa passagem bonitinha.
Que belo encontro  nos aguarda, hein?
Eita, amor!
Como é doce reviver suas cartinhas; parece água de coco pelo processo direto... 
Tivemos muita felicidade em nosso noivado.
Meu querido bem, tenho muita esperança nestas suas palavras: "Nosso futuro lar há de ser um ninho tecido com as mais perfumadas raízes e os mais finos fios de seda."
"Você tem ouvido o cantar dos pássaros, querida?"
Perguntei-lhe certo dia.
Vamos sentir saudade do pessoal e de tudo, é muito natural. Também, um povo tão bom!
Cartas há que dispensam comentários. Sabe quais são?
As indutoras de pessimismo.
Não temos minutos para essas coisas agora.
Doutra feita, tendo recebido uma carta triste, disse-lhe e desejo repetir do mesmo jeito: "SEJA OTIMISTA, MINHA FUTURA ESPOSA!"
Soa melhor neste período  porque, com a graça de Deus, estamos quase casados.
"E quanta felicidade haverá com a chegada triunfal do veículo? Deus o sabe."
Minha paixão, meu desejo e meu amor sempre foram muito grandes por você, querida Maria.
É a razão de estarmos completando agora nosso ninho de amor.
"Mas, a paz de espírito tem o dom de sublimar a alma."
Disse uma verdade, amor.


(Continua)...


Nenhum comentário:

Postar um comentário