terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Casados no Coração


Certo dia, recebi um pedido seu: "Estou com vontade de pedir uma coisa a você, mas... não sei se devo... Ah! Deixe para lá. Mas estou com uma vontade... Não vá pensar que é bobagem; é a coisa mais séria que temos primeiro para enfrentar. Já adivinhou? Adorei esse momento, querida, era meu grande desejo também."
"Adoro você, José, é nesta distância que sinto a maior grandeza deste amor!"
Como é bom reviver nossa cartas, meu coração. Aquele 'vem, vem' do Natal ficará para sempre em nossas memórias, hein?
"O mês já vai findando e tudo se aproximando, não é, querido?"
Veja como soa bem agora. 
Isto foi escrito há tanto tempo. 
Passando em revista a todas as cartas, sinto o coração cheio de felicidade. 
Depois de todas as crises superadas e quase casados, como nos sentimos bem, hein, Maria?
"A saudade não para, mas sepulta o coração em vida."
"Que saudade, amor!"
"Amar já é uma coisa que merce louvor, mas mar e ser correspondido, significa  alguma coisa de nobre nesta vida."
"Sempre almejei fazê-lo muito feliz e continuo com mesmo ideal."
Muito bem, meu amor: espero tudo de você como minha esposa.
"Preciso de você para me completar."
Esta frase, tanto você,quanto eu, fez uso dela.
"Desejo ter você a meu ado sempre, para receber retribuir felicidades."
Lindo pensamento este seu. Nosso amor poderia ter sido sempre assim.
"Prazer você sentirá, quando, ao chegar do serviço para descansar, encontrar o nosso ninho enfeitado e florido. "
Fico encantado com essas frases de Maria.
São tão alentadoras.
"Quando estiver casadinho com Maria, não sofreremos tanto.
"Você me verá de branco e ter-me á para sempre como "Rainha do lar". 
Assim espero, querida.




Nenhum comentário:

Postar um comentário