domingo, 5 de outubro de 2014

O Amor de Deus (IV)



"O amor determina seu prensar, sentir, querer, agir. Ele permite uma nova qualidade de vida, uma nova percepção de si mesmo. Ele transforma a pessoa e lhe concede um brilho próprio.

O amor faz com que a vida valha a pena ser vivida.

O amor é bondoso, a palavra grega quer dizer que o amor se comporta bem, franca e integralmente que é salutar, faz o bem para os outros e lhes traz cura interior.

O amor não é ciumento. A palavra grega para ciúme provém da ideia de que alguém ferve interiormente, que efervesce e é remexido fortemente pela paixão. O amor tem outra característica: irradia quietude e independência dos outros."


Um comentário:

  1. Olá querida, passei por aqui para agradecer sua doce presença
    no meu cantinho.
    Amei a mensagem!
    Abraços, Marie.

    ResponderExcluir