sexta-feira, 24 de julho de 2015

Canto de Louvor ao Amor


Onde está o tempo em que vínheis a mim
Como o vosso amor exaltáveis minha fé
Com vossa força para que eu não cedesse
Me dáveis proteção e reconforto
Eu estava em paz como um navio no porto
Tua voz dizia,  Senhor, tomai minha alma
Ela vos pertence – fora de vós nada a encanta
Fechai meus  olhos a qualquer outra beleza
Cantemos logo o epitalâmio
Um canto de amor por toda a eternidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário