quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Um Canto de Amor (II)


Que doce acordar para a alma purificada
Que clara manhã e que dia
Em vossos átrios tranquila Trindade
Será cantado ao Rei da humanidade
Um canto de amor por toda a eternidade.


Um comentário:

  1. Que linda imagem para uma doce reflexão, Um canto de amor. Amei. abraços amiga. Bjs

    ResponderExcluir