sábado, 15 de agosto de 2015

Um Canto de Amor


Neste dia as colinas brancas com leite
Destilarão mel e doçura
Bem longe estarão os vales da terra
E tereis esquecido a infelicidade
O Anjo de Des dirá: o tempo não mais existe!
Os séculos da morte já se cumpriram
Iluminando até mesmo os Mistérios
A verdade trará uma diadema
E a sabedoria com a caridade
Cantarão seu bem aventurado poema.
Um canto de amor por toda eternidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário