domingo, 25 de junho de 2017

No Amor



Sobre o Amor


Um cavalo formoso,

Um gesto de criança,

Um sorriso de mulher,

Uma folha seca caída,

Um córrego do riacho,

A saída da lua,

Um pôr do sol,

O voo do pássaro,

Boa música,
(eleva o espírito)

A leitura de um bom livro,

A natureza bela,

O silêncio,

A solidão de uma igreja...

No Amor, tudo se torna belo!


quinta-feira, 22 de junho de 2017

O Amor Cura





O Amor não me deixa permanecer triste,
Ele recupera minha autoestima,
Tenho a Graça de conviver com pessoas do bem,
Incentivam-me a ficar mais leve,
Em sintonia com o Criador,
Comigo mesma e com os irmãos...
Espalho sementes do bem e de Amor genuíno,
Colho flores de amizade e carinho...
A música acalma meu ser,
Me dá paz interior,
Certeza de Deus me dizer
Que está comigo,
Que não estou só,
Que a vida vale a pena!
Alivia o Amor meu coração,
O Amor Divino me alcança
De uma maneira plena,
Sinto-me inebriada
Pelo Fogo do Espírito Santo de Deus...
Consigo já ser feliz
Independente de tudo,
Das coisas,
Das pessoas...
O Amor me sara,
Cura-me,
Liberta-me.
Deus envia anjos lindos para mim.






segunda-feira, 12 de junho de 2017

Desencanto (II)






Encanto quebrado, 
Coração esmagado
Pelo poder do mal ...
Desencanto das perdas....

Em memória, me desfaleço,
Num só compasso...
Adormeci como a Adormecida
Por um tempo indeterminado,
A dor da lida foi intensa,
Dilacerou minha alma... 
Nada me alegra e acalma...

Lágrimas sem fim...
Como rios ou cachoeiras,
Escorriam pela minha face,
Haja Força em mim!

A dor de um coração solitário, 
São como a morte, e o não amar,
Nem ser amada...
Dor que rasgou meu peito,
Consumiu minha alma...

Meu coração, numa caixinha,
Ficou trancado à sete chaves...
Trancafiado,
Nada podia mais lhe afetar...

Sem embargo,
Conservou-me  Deus o Amor bonito,
Dentro de um cofre lacrado...
Só para Ele doado...

Que dor  intensa, outrora ia sentindo!
Desencanto quase superado...


quinta-feira, 1 de junho de 2017

Desencanto (I)


Embargar a voz,
Aperto no peito,
Lágrimas a rolar na face, 
A vida tem um destino,
Tive o meu...

Fiz do meu limão uma limonada. 

Julgava-me com o coração brindado:
Invadiu-me o Desencanto
Arrancou-me um pedaço...
Sem mais nem menos...
De uma forma monstruosa e atroz....
Arrancando com as mãos...

Sem anestesia... 
Todo meu amor.