segunda-feira, 9 de abril de 2018

Areia Não Movediça



(Ilha de Marajó- Belém do Pará)

(Lagoa de água doce- Ceará)

(Praia dos Castelhanos ES)

(Pedra Furada CE)


Acordo feliz nesta manhã cálida de Outono...
Teu "Bom dia, ... " é meu tingimento de felicidade.
O mar é meu amor...




(Ilha de Marajó Belém do Pará)




(Guarapari- ES)

(Cabo Frio RJ)

(Nordeste)

(Petrópolis RJ)

Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.
(Clarice Lispector)







(Anchieta ES)


Sou apenas um coração batendo no mundo.
(Clarice Lispector)



A minha palavra e quem sou será meu domínio sobre o Mundo.
(Clarice Lispector)


(Canoa Quebrada CE)





Conta-se que o Conde Leon de Tolstoi, em um dos seus contos, apresenta um jovem que mal tinha entrado no Bosque da Juventude, quando viu que um tigre o vinha perseguindo.
Ele correu então até chegar a um precipício. 
Ao lado do precipício viu a raiz de uma árvore. 
Para escapar do tigre se deixou cair e se dependurar na raiz, ficando no ar. 
Viu então lá embaixo, no fundo do abismo, um dragão. 
Que terrível condição! 
Porém, isto não era tudo pois ficou assombrado quando percebeu que havia duas ratazanas roendo a raiz onde ele estava preso, uma negra e a outra branca. 
Tolstoi aqui, representa o efêmero da vida.   

O jovem passou muito rapidamente pela sua juventude, porque o tigre estava em cima querendo devorá-lo. 
Não podia permanecer onde se encontrava porque a rata negra que representa a noite, e a rata preta que representa o dia, estavam cortando o fio de sua existência. 
Não tinha outra alternativa senão a de cair lá embaixo, no abismo."
(Alceir Pereira)

Foi assim que me atirei em pleno abandono e Deus estava de braços abertos lá embaixo no abismo do meu viver para me acolher e me salvar de toda investida do mal que me devorava durante anos da minha vida.
Fui salva pela Graça de Deus que nunca me faltou.
Deus é Amor!


Agora, deixem-me caminhar livre, leve e solta, 
Pela areia da praia, me extasiar, sem revolta,
No tapete de conchinhas pisar, delicadamente,
Com as garças brancas me encontrar, amar...
Um lindo e sereno céu azul outonal a contemplar. 
Eu tenho a areia que preciso, normalmente...
Para, em terra firme, pisar, consoladamente,
Sentir-me leve e feliz e o coração a me acalentar.


Minha 'areia' não é movediça; ela, apenas, me move os dias.

(Jericoacoara- CE)

Pisemos firmes na Plena Confiança em Deus que tudo providencia para a nossa felicidade.

Areia me lembra infância, falta de asfalto, seja na praia seja no campo... 
Ir  à praia de maiô de babadinho, toda prosa com meu baldinho... 
Íamos tios, pais, irmãos, primos e avó, mas eu, sozinha ia na realidade, pois já com o mar limpinho eu sonhava e me adiantava na alegria do encontro no meu coração infantil que até hoje se deleita ao chegar pertinho dele ou nele caminhar, como vou fazer agora depois de um delicioso cafezinho com tapioca tomar...

6 comentários:

  1. Beleza de lenda trazida we t8ua vida toda mostra que a areia em que pisas NÃO é MOVEDIÇA! É firme como tua fé! Lindíssimas fotos e participação! Gostei muito, levei o link! bjs, obrigadão,chica

    ResponderExcluir
  2. Participação expressando passos e voos espirituais e poéticos... Com o Senhor à frente, não hã areia movediça que a impeça de prosseguir e louvar...
    Vamos adiante nos inspirando com os desafios...
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Olá Josélia, que versos fortes, e neles demonstras a fé que habita em seu coração, a determinação e a firmeza é tudo na vida. Adorei as fotos , mas uma me deixou saudosa demais, A lagoa de S. Pedro d'Aldeia, lindo lugar já vivi muito por ali.

    Linda Participação!

    Bjs e flores!

    ResponderExcluir
  4. Os caminhos são decisões de vida. Belas fotos e lenda. Seja feliz sempre com sua escolha na fé. bjs

    ResponderExcluir
  5. Bom fim de noite Rosélia, que belo conto nos trouxe na sua postagem, pensei que o conhecia, mas vi que é parecido com um que já li, um jovem no despenhadeiro uma fera para o pegar e ele tranquilamente vê uns morangos perto e passa a come-los sob o olhar da fera. Belas ilustrações das suas viagens com pensamentos interessantes. A vida nos apresenta muitos caminhos e a escolha muitas vezes é angustiante, mas com Deus no peito o acerto é possível e vamos pela nossa travessia neste plano.
    Que possa sempre escolher o caminho da real felicidade.
    Abraços com carinho.
    Beijo de paz no coração.

    ResponderExcluir
  6. Sua partilha, como sempre, nos encantando, enchendo de Deus nosso viver e brindando nossos olhos com essas lindas imagens de praia, mar, natureza, enfim, perfeições divinas. Amei tudo!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.